sexta-feira, junho 01, 2007

Woodstock


Ah mas se os peladões de woodstock vissem o caos que virou essa loucura de mundo... Janis não teria mais voz pra gritar as desgraças do mundo, rouca morrendo da overdose da catarse de tentar sair desse universo e se jogar num mundo indolor.
Hendrix talvez nem afinaria sua guitarra frenética para um mundo que trocou as frenéticas guitarras por horas e horas em raves que nada tem de ativistas. A loucura do mundo que massacra a hipótese de Gaya, explode com a camada atmosférica e trata de animais cadáveres hormonados para o consumo imediato.
Massacre à vida, dessacralização do amor, transmissão de sofrimento. Aonde estão os protestos? Será que acabou pelo que lutar? Ou acabou a força pra lutar?

Ah mas esses homens viu, guerreiros de Woodstock... Se acham tão bons, tão bons que destruir-se-ão a si mesmos.

Um comentário:

Isa Mozzer disse...

Texto muito massa Dani!
Aliás, vc escreve muito bem, tô pensando em pegar um desses e postar (citando a fonte, of course) no meu blog Reticencias...

Eu tbm tenho me perguntado: onde está a força pra lutar, onde estão os protestos?

Beijão Dani!