quarta-feira, janeiro 16, 2008

"Não, meu bem, não adianta bancar o distante: lá vem o amor nos dilacerar de novo... " Caio Fernando Abreu

Eu devo pedir perdão por amar. Primeiro, porque de certa forma o amor não deixa de ser um sentimento invasivo. Você não pede pra ser amado, sofre e ainda corre o risco de não corresponder a alguém.


Mas pera lá, essas coisas invasivas costumam ser bem gostosas, francamente... Fico pensando sinceramente no quanto é bom esquecer um pouco do que se tem pra fazer só pra imaginar quem ama e sorrir discretamente antes da hora de dormir pra abrir as portas pra um sonho bom, sabe?


Pensando bem, até meu jeito de dormir mudou. Antes, eu dormia esparramada na cama, depois de te conhecer, passei a acreditar que você iria ocupar um lugar nela e agora durmo encolhida, guardando seu lugarzinho pra me abraçar, mesmo que seja com alma.
Aliás, que seja com a alma, pois.

2 comentários:

Isa Dora disse...

"Não, meu bem, não adianta bancar o distante: lá vem o amor nos dilacerar de novo... " Caio Fernando Abreu

Tamo lascada!! hauhauahauhauahauaa

********
q texto fofinho...

:)

Daniele disse...

É, Isa! Como diz um amigo meu: Fudeu! oO