sexta-feira, julho 16, 2010

no matter?

Não importa quem você realmente é;
Não importam os seus medos, os seus anseios;
Não importam os seus desejos insanos;
Não importam os amores do passado;
Não importam os desejos impuros;
Não importa os sonhos construídos;
Não importam os pesadelos destrutivos;
Não importam os beijos recebidos;
Não importam os amores que virão;
Não importa o seu horóscopo mensal;


Não importa a nudez da sua alma;
Não importa o seu corpo verdadeiro;
Não importa os seus impulsos;
Não se importam com seus pulsos;
Não importa a falta de colágeno;
Não importa o excesso de hormônios;
Não importa o stress;
Não importam as doenças;
Não importa a sua insônia;
Não importam os sacrifícios;

Não importam as trangressões;
Não importam as proteções;
Não importam as opiniões;
Não importam as predileções;
Não importam todas as "ões";
Não importam com a fome;
Não importam a bulimia;
Não importam com a anorexia;
Não importam seus problemas;
Não importa as suas dúvidas;


Estamos acorrentados;
Estamos presos;
Estamos amarrados;
Estamos desnudados;
Estamos com medo;
Estamos paralisados;
Estamos morais demais;
Estando amorais demais;
Estamos maltratados;
Estamos detonados.



Se importam com o que você aparenta
Com a grana que gasta em sapatos
Com o jeito que nega suas vontades
Com o pudor que expressas suas falas
Com o trato com que tem com as pessoas
Com o jeito que contens seus próprios desejos
Com a moralidade que mantens
Com as roupas que você veste para trabalhar
Com a conduta "ética" que possa transparecer
Com as mentiras que você fala
Com o que você não diz.


Se importam quando você se cala.

2 comentários:

Mazane disse...

E quem se importa com essas coisas acaba vivendo à margem, e dando o jeito que pode para enfrentar essa farça que somos levados a viver a cada dia!!!
Gostei muito do seu texto, identificação total.

Mente Abstrata disse...

Disse tuuudo. Saudades Cat =~~