quarta-feira, setembro 05, 2007

Centésima postagem

Hoje é dia da centésima postagem.
Não poderia escolher momento mais oportuno para comentar sobre o que eu mais sei usar e identificar:

PALAVRA.

A centésima postagem, falará de palavras repetidas, perguntas retóricas e recursos de linguagem, aliados de expressões corporais e da identidade da íris do nosso olho.
E não adianta. A gente se engana enganando a alguém.
Mas e o pior! Não adianta... Sempre temos que enganar alguém.
A duas palavras que exigem verdade já começa com uma mentira: "Não minta!"
E porque falar a verdade então? Ela não compensa.
Não compensa porque ninguém gosta dela. É legal falar que gosta de ouvir a verdade, mais legal falar que não mente...
Mas de verdade, NÃO ADIANTA! ;D
Todos mentem. TODOS. Porque vivemos em prol do nosso benefício ímpar. Esquecemo-nos que existem pessoas chorando.

Fazemos trabalho voluntário, porque achamos bonitinho.
Passamos longe de um mendigo na rua, porque temos medo de que ele nos roube.
É, eu também sou assim.
Vamos sofrer eternamente porque não confiamos em ninguém.
Vamos trair, pra que quando formos traídos batermoa no peito e dizermos:
"EU TRAÍ ANTES!" hahahahaha
Vamos mentir, pra que um dia possamos dizer que fomos enganados.
Nós vamos errar e continuar errando, mesmo que o acerto pareça certo, o certo é errar.

E palavra é isso. Palavra é confiança, transmite caráter, dor. Transmite algo que não existe. Passa credibilidade, ou destrói confiança.
A palavra é dúbia. Ambígua, é faca de dois gumes.
Eu sei até como usá-la. Mas uma mentira me dói e a verdade também.
Me tornei amiga do silêncio. Aquele silêncio que machuca.
As pessoas não se interessam pelas minhas verdades e nem eu me interesso pelas mentiras delas.






Aliud in ore, aliud in corde - O coração mente, a boca mente.

4 comentários:

Cafeína disse...

palavras...instrumento de poder.
adorei! mais cem postagens pra ti!

Isa Dora disse...

Achei bárbaro o texto.

"Vamos sofrer eternamente porque não confiamos em ninguém.
Vamos trair, pra que quando formos traídos batermoa no peito e dizermos:
"EU TRAÍ ANTES!" hahahahaha
Vamos mentir, pra que um dia possamos dizer que fomos enganados.
Nós vamos errar e continuar errando, mesmo que o acerto pareça certo, o certo é errar."

Eu me arrepiei com essa parte.
Infelizmente somos assim. Mas o bom é q temos a ciência de q somos assim. Se sabemos podemos mudar, melhorar. Nada nos impede. Ou impede?

A mentira dói e a verdade também. A gente não sabe mesmo o q quer.

Isa Dora disse...

Ah Dani... é dificil, viu?

E qto ao meu blog, tá perdoada.

;)

Carolina disse...

Centésima postagem? uau!! ^^
Estava lendo um texto aqui e lembrei de vc... Mario Benedetti
"libertad quiere decir muchas cosas"
uma delas eh a liberdade de escrever, de expressar-se... use isso amiga, as palavras vc sabe administrar muito bem... entao... que venha tbm a centésima primeira e muitas outras postagens né?
Saudades
Beijos